Cristaleira... um charme...

março 06, 2012

 


Foto: Rômulo Fialdini.
Peças belas e frágeis devem ser bem guardadas, mas não escondidas. Foi para esse fim que, no século 17, a rainha Mary da Inglaterra encomendou louceiros de artesãos para abrigar suas porcelanas, cristais e outras preciosidades. Durante muito tempo as cristaleiras representaram o luxo e sofisticação das cortes europeias, porém, no século passado foram popularizadas e estão presentes na casa de muitas avós comuns.Tendo ou não como herança de família, o móvel não foi esquecido e é constantemente lembrado em novos projetos de arquitetura. No living da foto acima, Dado Castello Branco optou pela cristaleira adquirida na Elle Lui Maison para proteger as taças do cliente. O arquiteto acrescenta que o móvel cai bem na sala de jantar e ambientes gourmet, e também pode servir de móvel bar e para armazenar coleções.

Aqui dois modelos, uma mais alta com gavetas que podem ser organizados as toalhas de mesa, sousplat e guardanapos.
Créditos de imagem: meu móvel de madeira

Essa um pouco mais baixa, seguindo o mesmo estilo, linhas retas...
créditos de imagem: meu móvel de madeira


Uma decoração mais moderna não repele o uso das cristaleiras. Novas roupagens como a aplicação de cores vibrantes e a confecção em linhas retas fazem com que o móvel se encaixe perfeitamente em ambientes contemporâneos. O modelo feito em metal à esquerda, do Studio Desmobilia, é da década de 60 e recebeu pintura automotiva cor verde Uno.
À direita, o móvel da Tok Stok tem estrutura em madeira maciça de reflorestamento e é tingido com acabamento em verniz poliuretano. Possui duas portas em vidro incolor temperado, quatro prateleiras, sendo três reguláveis, e puxadores.



Fonte de Inspiração: Equipe Bbel-Por Vanessa Macedo.
Publicado em 03/08/2011

You Might Also Like

0 comentários

Que bom ter você por aqui!
Obrigada pela visita!

Like us on Facebook

Pinterest